SEM VESTIBULAR

Na argentina não há vestibular. O vestibular é algo que existe em pouquíssimos países. Na maioria dos países o ingresso na faculdade ou é limitado a determinadas pessoas ou grupos, ou é livre a quem quiser ou tiver condições financeiras para arcar, pois, em países como os Estados Unidos não há universidades públicas, apenas particulares, que, em sua maioria são abertas a quem quiser, e tiver condições financeiras para estudar. O exame de ingresso só é necessário para quem pleiteia bolsa de estudos. Na Argentina a ordem é de "Educação para todos". Essa cultura, já arraigada no sistema educacional do país desde a segunda metade do século XIX relativamente à educação básica, e consagrada de forma inquestionável a partir da Reforma Estudantil de 1917, impõe que qualquer cidadão, argentino ou não, que deseje estudar, não será impedido pelo Estado ou por qualquer sistema de "filtro". Desta forma, o ensino é democrático, livre, público e gratuito para qualquer cidadão do mundo que deseje estudar em solo argentino. Sabemos que para nós brasileiros pode parecer estranho o fato de não haver vestibular, e até mesmo gerar uma certa insegurança com relação à qualidade do ensino, mas assim como para nós é estranho não haver vestibular, para eles, argentinos, é estranha a ideia de que alguém queira estudar, e até mesmo tenha condições de pagar uma faculdade particular, e não possa por ter que fazer uma prova na qual não bastará ser aprovado, mas terá que ser aprovado nas primeiras colocações. É uma questão cultural. Portanto não se espante, não há vestibular, mas o ensino é bom, e até melhor que no Brasil em muitos casos